Destilados – Brandy – Pisco Chileno (6)

Destilados – Brandy – Pisco Chileno (6)

O pisco chileno é uma aguardente produzida através da destilação de vinho genuíno potável. Seu processo de produção consiste em quatro etapas principais: cultivo e colheita das uvas para pisco, vinificação para fins de pisco, destilação do vinho para obter o pisco e, por fim, o engarrafamento em unidades de consumo. Essas atividades são realizadas exclusivamente na “zona pisco” designada.

A produção de pisco chileno requer o uso de uvas próprias para pisco, que são variedades específicas da espécie Vitis vinifera L. Estas incluem a Moscatel de Alexandria, Moscatel Rosada, Torontel, Moscatel de Áustria e Pedro Ximénez, entre outras. A colheita das uvas para pisco começa em fevereiro e se estende até meados do ano, dependendo da variedade. As uvas devem ter um teor alcoólico potencial igual ou superior a 10,50° G.A.P.

A vinificação para fins de pisco é realizada em branco e a temperatura é controlada. Evita-se o uso de equipamentos de moagem e desengaçamento de cachos em alta velocidade para evitar a ruptura de elementos indesejados no mosto. Além disso, é proibido o uso de prensas contínuas de bagaço fresco sob alta pressão. A vinificação é dividida em etapas como recepção das uvas, moagem, maceração, prensagem e fermentação com leveduras.

A destilação do vinho para produzir o pisco é realizada em alambiques de ciclo descontínuo. Começa assim que os vinhos estiverem em condições adequadas e deve ser concluída antes de 31 de janeiro do ano seguinte. Após a destilação, os álcoois devem repousar por no mínimo 60 dias em tanques de aço ou barris de raulí.

No caso do pisco chileno, os produtores podem ajustar o teor alcoólico adicionando água desmineralizada. O teor alcoólico normalmente varia entre 60° e 73°, dependendo da preferência. Essa prática é semelhante à usada na produção de outras bebidas espirituosas, como uísque, vodka e singani. Variedades com teor alcoólico mais baixo, em torno de 30°, 33° e 35°, tornaram-se populares devido ao preço mais acessível. No entanto, os pisco chilenos de melhor qualidade estão na categoria especial e reservado, com um teor alcoólico superior a 40º.

Além disso, o Chile produz piscos aromatizados pelo envelhecimento em recipientes de madeira, o que adiciona um toque agradável à bebida. Essas variedades de alto teor alcoólico são apreciadas pelo seu sabor distintivo.

pisco, sour, cocktail-3679056.jpg
Em resumo, a produção do pisco chileno envolve o cultivo e colheita das uvas para pisco, vinificação controlada, destilação em alambiques de ciclo descontínuo e um período mínimo de repouso de 60 dias. Os produtores têm a opção de ajustar o teor alcoólico e são produzidas variedades com diferentes teores e sabores. O pisco chileno é apreciado pela sua qualidade e tradição na indústria de bebidas alcoólicas.
Destilados – Brandy – Pisco Chileno (7)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carrito de compra0
Seu carrinho está vazio =(
Continuar Comprando
0